O Projeto

Apresentamos de forma resumida O PROJETO que a Aliança com Aveiro assume e apresenta aos Cidadãos do Município de Aveiro, assente no trabalho realizado no atual mandato, que tem objetivos a continuar e novas propostas, estando por isso este texto estruturado em três componentes:

  • REALIZADO: as principais realizações do mandato 2013/2017, sendo muito importante o seu conhecimento e a sua boa gestão nos próximos anos;
  • CONTINUAR: os principais objetivos que queremos concretizar no novo mandato 2017/2021, dando continuidade a trabalho já executado no atual mandato;
  • NOVAS AÇÕES: algumas das principais propostas novas do Programa da Candidatura e que queremos concretizar no novo mandato, ao nível do Município e de cada uma das Freguesias.

O Programa da Candidatura da Aliança com Aveiro será apresentado de forma completa, noutras publicações que vamos partilhar consigo, nesta caminhada rumo às Eleições Autárquicas do próximo dia 1 de outubro de 2017.

REALIZADO/o que fizemos
Câmara Organizada e a Funcionar Bem

  • Implementação de uma reforma organizacional profunda, com uma nova estrutura orgânica, com o fim das empresas municipais geradoras de graves problemas em especial financeiros, com a redução de quase 30% do número de Funcionários e com um importante aumento da produtividade e da qualidade dos serviços prestados aos Cidadãos;
  • Ativação dos novos Armazéns Gerais da Câmara, por adaptação das instalações do aterro sanitários da Taboeira, terminando com o pagamento de uma renda de 21.000€ por mês, na qual a Câmara consumiu cerca de três milhões e meio de euros.

Dívida Paga e Reestruturada

  • Pagamento em apenas três anos de 45 milhões de euros da dívida total de 150 milhões de euros recebida no início do mandato, o que apenas foi possível em consequência da boa e racional gestão da despesa e da receita;
  • Contratação para pagamento da restante dívida do empréstimo do Fundo de Apoio Municipal no valor de 85,5 milhões de euros (a 20 anos e com um juro baixo de 1,75%), excetuando a parte dos empréstimos bancários em final de contrato e com juros baixos;
  • Pagamento de todas as dívidas a Cidadãos, Empresas, Associações, IPSS’s, Juntas de Freguesia, existindo dívidas com idades até aos 20 anos;
  • Hoje e desde 2015, tudo o que a Câmara compra, é pago dentro dos prazos definidos, não existindo dívidas a fornecedores nem a Cidadãos, criando-se assim relações com todos, de confiança, seriedade e transparência.

Câmara Livre e Autónoma

  • A Câmara Municipal de Aveiro foi obrigada por Lei a recorrer ao Fundo de Apoio Municipal, por ter em 2013 uma dívida cerca de quatro vezes superior à sua receita: um grave desequilíbrio financeiro. Esse recurso possibilitou um empréstimo de urgência de 10,5 milhões de euros (entretanto já pago) para pagar salários, dívida bancária e serviços essenciais de outubro 2014 a abril 2015, e obrigou a aumentar impostos, nomeadamente a taxa de IMI para o valor máximo definido por Lei.
  • Com a aprovação do Programa de Ajustamento Municipal (PAM) e o recebimento do empréstimo do Fundo de Apoio Municipal, a Câmara passou a cumprir a Lei dos Compromissos em abril de 2017, e por isso se libertou das graves restrições e limitações determinadas pela Lei, que não permitiam a despesa em muitas áreas, restringindo-a a serviços públicos essenciais e pouco mais. O apoio financeiro às Associações iniciado em julho de 2017 é um dos exemplos mais expressivos dessa situação e da nova vida autónoma da Câmara.

Intervenções de Qualificação Urbana

  • Frente-Ria de São Jacinto
  • Largo da Escola de Azurva
  • Largo da Escola da Quintã do Loureiro, Cacia
  • Parque de Merendas de Nariz (área de estacionamento)
  • Ruas José Estevão, Agostinho Pinheiro, Conselheiro Luís de Magalhães, Eng. Von Haff, do Bairro da Gulbenkian, na Cidade de Aveiro

Obras Realizadas

  • Cais da Ribeira de Esgueira
  • Cemitério de Oliveirinha (qualificação total)
  • Centro Municipal de Interpretação Ambiental
  • Centro de Alto Rendimento de Surf em São Jacinto
  • Complexo Desportivo de Taboeira (da ADT)
  • Escola de 1º Ciclo da Vera Cruz (ampliação e qualificação)
  • Nó de Ligação Rodoviária à A25 nas Agras do Norte, Esgueira
  • Parque Ribeirinho do Carregal
  • Parque Ribeirinho de Requeixo
  • Rotunda do Botafogo em Verdemilho, Aradas
  • Rotunda da EN235 na Póvoa do Valado/Mamodeiro
  • Rotunda da Junqueira na EN 109
  • USF/Extensão de Saúde em novo edifício em Esgueira
  • USF/Extensão de Saúde em novo edifício em Cacia

Educação e Ação Social
Concretizámos uma importante reforma a ação e nas políticas de Educação e de Ação Social. Na Educação a Câmara passou a ser um ativo e liderante membro da Comunidade Educativa, lançou e geriu o Programa Municipal de Ação Educativa, iniciativas como a Música na Escola, a Aventura no Estádio, os Serviços Educativos na Cultura, o Programa Desportivo de Judo, entre outros. Na Ação Social reestruturámos o funcionamento da Rede Social Municipal, criámos o Fundo de Apoio às Famílias que temos usado para apoiar Cidadãos mais carenciados, executámos uma grande operação de assunção de responsabilidade e de intervenção em diferentes níveis na gestão da habitação social e dos cerca de 600 Inquilinos da Câmara.

Cooperação Câmara/Juntas
Implementámos um verdadeiro trabalho de equipa entre a Câmara e as Juntas de Freguesia, pagámos as dívidas às dez Juntas, contratámos e executámos delegações de competências em várias áreas, destacando o programa de qualificação e expansão da rede de Parques Infantis.

Cooperação Câmara/Associações
A relação entre a Câmara e as Associações passou a ter qualidade total, com cooperação institucional e apoio logístico e de transportes, com o pagamento das dívidas, com apoio financeiro em 2017 logo que conseguimos ultrapassar o impedimento legal determinado pela má situação financeira da Câmara. Demos um especial cuidado à relação com os Bombeiros Novos e os Velhos, com cooperação e apoio de enorme relevância, num processo de leal cumprimento das responsabilidades pelos três Parceiros.

Nesse âmbito, estamos a apoiar e vamos apoiar mais, os investimentos em equipamentos das Associações, como são bom exemplo os relvados sintéticos que estão a ser instalados nos Campos de Futebol do Barroca (na Póvoa do valado) e do Estrela Azul (em Cacia).

Conquista de Investimento Privado
O trabalho de apoio à dinamização da atividade económica e à criação de emprego foi uma prioridade gerida com intensidade pela Câmara de Aveiro, e com muitos e bons exemplos de investimento privado concretizado. Na área do comércio (de pequena e média dimensão), da habitação, do alojamento local e dos hosteis, da saúde (o novo Hospital da Trofa Saúde) e da indústria (as novas fábricas da A.Silva Matos, da Navigator/ex-Portucel e da OLI, a ampliação da Renault, a nova unidade de investigação da BOSCH, entre outras), concretizaram-se várias operações que marcam a capacidade de conquista e de crescimento que temos em desenvolvimento.

Liderança e Projetos Intermunicipais
A Câmara de Aveiro assumiu neste mandato responsabilidades intermunicipais e uma relevante importância política que há muito tinha perdido.
A liderança da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro é disso expressivo exemplo, desenvolvendo um trabalho da maior importância para o Município e para a Região, em equipa entre os onze Municípios que a integram, e gerindo muitos projetos e programas de âmbito intermunicipal, em diversas áreas como a modernização administrativa, o ambiente, a cultura, a promoção territorial, o Canil Intermunicipal, a Polis da Ria de Aveiro, o Parque de Ciência e Inovação, entre outros.

A nova importância política da Câmara de Aveiro está também bem expressa nas responsabilidades assumidas no atual mandato pelo seu Presidente Ribau Esteves, como primeiro Vice-Presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses e como membro do Comité das Regiões da União Europeia integrando a delegação de doze pessoas que representa Portugal.

CONTINUAR/o que estamos a fazer
Continuar é um dos pilares base do Programa de Candidatura que assumimos de forma clara, dada a necessidade de prosseguir o trabalho realizado.
A péssima situação financeira da Câmara em 2013, as limitações legais a que esteve sujeita até ao início de 2017 e o arranque com dois anos de atraso do novo Quadro de Fundos Comunitários “Portugal 2020”, determinaram que um importante conjunto de ações, projetos e obras tivessem o seu arranque mas não houvesse o tempo necessário para a sua concretização plena.

Partilhamos alguns dos principais exemplos dessas ações a “Continuar”, com referência sempre que possível ao ano previsto para o seu início e para a sua finalização.

Educação

  • Nova Escola de 1º Ciclo de São Bernardo (2017/2018)
  • Qualificação da Escola Secundária Dr. Jaime Magalhães Lima (2017/2018)
  • Qualificação da Escola Básica de 2º e 3º Ciclo João Afonso de Aveiro (2017/2018)
  • Ampliação e qualificação do Centro Escolar de Verdemilho (2018)

Saúde

  • Qualificação das USF/Extensões de Saúde de Aradas, Eixo, Oliveirinha, São Bernardo e São Jacinto

Qualificação da Rede Viária

  • Tendo herdado uma rede viária em péssimo estado, sendo necessários 15 milhões de euros para a sua recuperação (cerca de 500 estradas), desenvolvemos um grande investimento por todo o Município de repavimentação de estradas de quase 4 milhões de euros em mais de 100 estradas com manutenção pontual de muitas outras, melhorando muito a sua qualidade e as condições de circulação, garantindo melhor mobilidade e segurança;
  • De forma concertada com a qualificação da rede viária, executámos redes de águas pluviais onde não existiam, num trabalho que elevou em muito a qualidade da rede viária e que tem de ser continuado com muita intensidade, dado o deficit do Município nestas redes;
  • Em fase final de obra está a Variante de Cacia, junto à Navigator/ex-Portucel.

Qualificação Urbana

  • Estamos a executar projetos para realizar obras em várias zonas do Município onde as intervenções são necessárias, com repavimentação de vias, qualificação de passeios, arborização com qualidade, entre outros aspetos. Alguns exemplos: zona envolvente à Fábrica Primagera (Aradas), Rua da Quinta do Picado, Rua Direita de Verba, urbanização da Quinta do Cruzeiro (Esgueira), urbanização Montes de Azurva, centro urbano de Eixo (EN230), área frontal do Cemitério Sul de Aveiro.
  • O PEDUCA, Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano da Cidade de Aveiro está em franco desenvolvimento com execução de importantes projetos e já de algumas obras, que vão mudar para muito melhor a face e a vida da Cidade (que inclui Esgueira), como por exemplo a qualificação da antiga Estação da CP, do Edifício Fernando Távora (a nova Biblioteca Municipal), do Rossio, da Avenida Dr. Lourenço Peixinho, da Rua da Pêga, novas construções como a Rotunda do ISCAA, o grande parque de estacionamento a nascente da Estação da CP, assim como a nova BUGA com todo o seu novo sistema de gestão e uma rede de ciclovias.

Habitação e Ação Social

  • Bairro de Santiago: qualificação de apartamentos, blocos de habitação, estradas e o seu parque, com projetos e obras em execução.
  • Bairro do Caião e do Griné: qualificação geral com projetos em execução
  • Na Ação Social destaque para a criação e a gestão do Fundo de Apoio a Famílias que temos vindo a utilizar para apoiar pessoas carenciadas, em complemento com outros apoios do Estado

Cultura e Turismo e Eventos Principais

  • Gestão com qualidade e com forte crescimento da adesão das pessoas, dos Museus de Aveiro, do Teatro Aveirense, do Centro de Congressos e do Parque de Feiras e Exposições, e desenvolvimento da candidatura de Aveiro a Capital Europeia da Cultura 2017;
  • Crescimento do Turismo (muito forte em 2016 e 2017), num registo relevante do efeito da soma de fatores positivos, como o fim da taxa turística em 2015, as campanhas de promoção que a Câmara realizou destacando-se “Aveiro – Cidade dos Canais” e outras com a CI Região de Aveiro, a Turismo do Centro de Portugal e a Polis da Ria de Aveiro, o trabalho e o investimento das Empresas Privadas, a gestão do Município como entidade cumpridora e credível, entre outros;
  • Agenda de Eventos chave que decorrem ao longo de todo o ano, organizados pela Câmara com periodicidade anual, que estruturámos ao longo do atual mandato e a que vamos dar continuidade: Carnaval Infantil (Fev), Feira de Março (Mar/Abr), Festas do Feriado Municipal (Mai), Festival
    dos Canais (Jul), Festival Dunas de São Jacinto (Ago), Feira Canina e Felina (Set), TechDays (Out), Nova AgroVouga (Nov), Boas Festas em Aveiro com Passagem do Ano e Festas de São Gonçalinho (Dez/Jan).

Outras Obras Relevantes

  • Baixo Vouga Lagunar (Cacia): Ponte Açude do Rio Novo do Príncipe (em fase de adjudicação da obra) e Sistema de Defesa Primário (em fase de execução do projeto).
  • Cais dos Pescadores de São Jacinto (projeto em fase final de execução)
  • Centro Cívico de Aradas/qualificação e dinamização (projeto e início de obra em 2018);
  • Reserva das Dunas de São Jacinto (obra a iniciar em 2017)
  • Via Ecológica Ciclável na frente-Ria de Mataduços, Póvoa do Paço e Vilarinho (em execução)

NOVAS AÇÕES/o que vamos fazer
Apresentamos os “Eixos Principais” e “Outros Objetivos por Freguesia” do Programa de Candidatura, numa abordagem de introdução e de destaque, que entendemos importante para dar a conhecer as nossas apostas, que são assumidas numa perspetiva positiva e com pressupostos de realismo, verdade e ambição.

EIXOS PRINCIPAIS
Taxas e Impostos Municipais
Em primeiro lugar reiteramos o compromisso de utilizar bem os impostos e taxas pagas pelos Cidadãos, em qualidade de serviços e de investimentos para os Cidadãos, com rigor e transparência. Assim vai continuar a ser com toda a receita da Câmara e das Juntas de Freguesia, por questões de seriedade, de bom senso e de respeito pelo dinheiro dos Cidadãos contribuintes.
Na gestão do cumprimento do Programa de Ajustamento Municipal, da boa e cuidada gestão das finanças municipais e do crescimento económico em curso, queremos baixar a taxa de IMI para 0,4, sabendo que temos possibilidade de substituir essa receita necessária ao orçamento da Câmara por outras receitas. Para que tal aconteça é necessária uma alteração à Lei em vigor que nos obriga a ter essa taxa dentro do intervalo 0,45/0,5, o que está na mão do atual Governo e da maioria parlamentar do PS, CDU e Bloco de Esquerda, aliás os mesmos Partidos que em Aveiro nos criticam pelas taxas de IMI que só eles têm o poder de alterar. Na revisão dos coeficientes de localização do IMI (mais condicionadora do valor final a pagar do que a taxa) que vai decorrer em 2018 para aplicar em 2019, procuraremos conseguir junto do Ministério das Finanças (que gere o processo) uma redução justa e equilibrada, assim como o desaparecimento de injustiças e disparidades existentes.
Depois de termos reduzido a carga fiscal das taxas municipais, reduzindo em 30% a dos resíduos sólidos e acabando com a da proteção civil, o que possibilitou aos Cidadãos não proprietários e com menos recursos uma redução da sua fatura fiscal, vamos continuar a reduzir a taxa dos resíduos sólidos (em cerca de 50% da atual) e não criaremos novas taxas.
Vamos também continuar a luta pela redução dos impostos que pesam fortemente no bolso dos Aveirenses: o IVA, o IRS, o Imposto sobre os combustíveis (responsáveis por cerca de 85% da fatura fiscal dos Cidadãos portugueses), assim como do IRC para as Empresas. Aqui sim, está a pesada carga fiscal sobre os Aveirenses e os Portugueses, cuja gestão é feita pelo Governo e pela Assembleia da República.

Transportes e Mobilidade
Continuar a melhorar a qualidade (que já é boa) do sistema de transportes públicos rodoviários e fluviais, é uma aposta clara que assumimos, no âmbito municipal e intermunicipal, e que vai ser devidamente gerida em articulação com a execução da obra (iniciada em setembro 2017) e a entrada em funcionamento do Centro Coordenador de Transportes (até ao final do 1º semestre de 2018) o que nos vai permitir organizar e qualificar a utilização dos transportes rodoviários de longo curso (expressos), assim como a operação municipal. O novo contrato da publicidade urbana do Município vai permitir a renovação total da rede de abrigos de passageiros e o aumento do seu número.
Vamos implementar em 2019 um sistema complementar de transporte público rodoviário a pedido dos Cidadãos, em viaturas de pequena dimensão (9 lugares), dirigido aos residentes em zona periféricas e de menor densidade populacional, de forma a dar resposta a necessidades que por questões técnicas e financeiras não podem ser satisfeitas pela oferta das carreiras dos autocarros grandes do concessionário municipal AveiroBus.
Com base no investimento do PEDUCA vamos implementar a nova BUGA (com três elementos: gratuita, paga e própria), promover a utilização da bicicleta nas deslocações casa/trabalho, e aumentar a rede de ciclovias, assim como melhorar as condições de segurança dos ciclistas que circulam na rodovia normal, sensibilizando todos para as novas regras do código da estrada protetoras dos ciclistas na sua relação com as viaturas motorizadas.
Vamos proceder a um estudo a implementar na Cidade e em todo o Município de forma faseada, sobre sentidos de trânsito, estacionamento e gestão de condicionamentos de acesso (como por exemplo no Bairro da Beira-Mar) de forma a melhorar as condições de segurança e fluidez, favorecer o uso pedonal e ciclável em certas zonas.

Orçamento Participativo com Ação Direta
Vamos implementar em 2018 o Orçamento Participativo com Ação Direta, reservando uma verba do orçamento municipal anual para financiar as ações escolhidas de entre as propostas pelos Cidadãos, garantindo pelas regras a definir, a execução de projetos em todas as Freguesias, assim como a participação dos Cidadãos com apoio direto (de engenharia, arquitetura, orçamentação, participação em géneros e horas de trabalho,…) e de patrocinadores privados.
Queremos um Orçamento Participativo que seja acessível às comunidades de pequena dimensão e que envolva verdadeiramente e em trabalho de equipa, a Câmara, os Cidadãos e as Empresas.

Educação e Ação Social
A Educação é uma prioridade absoluta na qual aumentaremos o investimento em recursos humanos e financeiros, na qualificação do parque escolar, na realização de ações extralectivas na área da cultura, do desporto, do ambiente e da segurança (rodoviária e proteção civil), no trabalho de equipa com os Parceiros da Comunidade Educativa, usando como instrumento de planeamento e ação o Programa Municipal de Ação Educativa para cada ano letivo.

A Ação Social vai receber importantes investimentos na área da habitação social, da qualificação de bairros, na resolução dos problemas de “ilhas” de construção ilegal e sem qualidade mínima, assim como programas de apoio à formação e ao emprego, e de complemento de rendimentos como é o caso do Fundo de Apoio às Famílias.

Obras e Fundos Comunitários
As obras municipais por administração direta da Câmara e das Juntas de Freguesia, e por empreitada, vão manter um índice elevado de intensidade de execução, no que respeita às intervenções necessárias a vários níveis e em todo o Município, destacando-se a qualificação da rede viária, a extensão das redes de águas pluviais, a manutenção e qualificação de edifícios públicos, entre outros.

Temos um relevante montante de Fundos Comunitários do Portugal 2020 (cerca de 40 milhões de euros) já contratados e ao abrigo dos quais estamos a executar projetos, a lançar concursos e a iniciar a execução de obras, estando garantido um mandato de muitas realizações, com destaque para as áreas da Educação, da Saúde e da Qualificação Urbana.
Vamos ainda contratar mais financiamento, nomeadamente no apoio à ampliação e estruturação de zonas industriais (estando já garantido um montante de 3 milhões de euros para o Município de Aveiro), e aguardamos ativamente pela reprogramação do Portugal 2020, esperando mais verbas a que possamos recorrer para financiar obra pública necessária e útil.

Aveiro Smart Citie
Desenvolver o projeto “Aveiro Smart Citie”, numa lógica original e de parceria estratégica com a Universidade de Aveiro, assim como com o Instituto das Telecomunicações e as empresas chave das TICE sedeadas em Aveiro (Altice Labs, Nokia, associadas da InovaRia,…), disponibilizando o espaço urbano
como laboratório de boas práticas e propiciando aos Cidadãos tecnologias de comunicação que facilitem o acesso e a gestão dos transportes, de serviços administrativos, de serviços culturais e turísticos, comunicações 5G, entre outros.

O evento TechDays será o espaço de encontro e a montra das novas realizações que continuaremos a organizar com os diversos Parceiros, desenvolvendo e dando visibilidade a Aveiro, como Cidade e Município com um ecossistema de excelência nas tecnologias de comunicação, informática e eletrónica.

OUTROS OBJETIVOS POR FREGUESIA
Aradas

  • qualificação urbana do centro de Aradas dando prevalência aos peões e à acalmia de tráfego.
  • ampliação do Cemitério e retirada do estaleiro da Junta para o seu novo Armazém.
  • qualificação da zona do Carocho e instalação de Parque de Merendas
  • criação de um Parque Intergeracional junto à Escola Sargento Lopes dos Santos (Bonsucesso)
  • criação de um Parque Infantil na zona do “Eucalipto”
  • apoio à Banda e Escola de Música da Quinta do Picado para a qualificação da sua Sede

Cacia

  • qualificação e ampliação da Escola da Quintã do Loureiro e desativação da Escola de Cacia (junto à EN 109) entregando-a à utilização do Movimento Associativo.
  • qualificação do auditório da Junta de Freguesia e construção de WC’s
  • instalação da Sede da Junta de Freguesia na Casa Conselheiro Nunes da Silva (a qualificar)
  • qualificação do Mercado e da Piscina, assim como da zona envolvente

Eixo+Eirol

  • ampliação e qualificação da Escola de Azurva com Jardim de Infância.
  • qualificação dos Bairros Sociais de Vila Verde (Eixo) e de Carcavelos (Eirol).
  • construção de um armazém da Junta de Freguesia para equipamentos e materiais.
  • qualificação do recinto da Feira de Eixo e área envolvente
  • ampliação do Largo da Capela e da Associação de Melhoramentos de Horta
  • negociação de uma nova acessibilidade a norte à UTMB da ERSUC

Esgueira

  • qualificação urbana do centro histórico e do núcleo central de Esgueira.
  • execução do saneamento básico das Agras do Norte (em projeto).
  • ampliação do Parque de Lazer com a utilização do terreno da antiga Carreira do Tiro.
  • qualificação e dinamização do Parque Desportivo e Aquático da Urbanização do Olho de Água.
  • construção de um Parque Infantil junto ao Complexo Desportivo de Taboeira.

Glória+Vera Cruz

  • requalificação urbana do Bairro da Misericórdia.
  • construção de novo Edifício de Casas Mortuárias com Crematório junto
    ao Cemitério Sul.
  • aumentar a rede de Parques Infantis e Geriátricos.
  • construção de Polidesportivo na zona das Barrocas.
  • apoio à construção da Sede dos Escuteiros da Vera Cruz.

Requeixo+Nª Sra Fátima+Nariz

  • instalação de Parques Infantis em Nª Sra Fátima e em Requeixo.
  • instalação do Museu da Terra em Requeixo.
  • qualificação do Parque de Merendas de Nª Sra Fátima.
  • criação do Parque da Nª Sra da Alumieira na Taipa.
  • construção de salão multiusos no Parque de Merendas de Nariz.
  • construção do estacionamento no Cemitério do Viso.

Oliveirinha

  • criação de Parque de Merendas.
  • iluminação do Campo de Ténis e Complexo Intergeracional.
  • construção de um armazém da Junta de Freguesia para equipamentos e materiais.
  • construção de nova Casa Mortuária no Cemitério de Oliveirinha.

Santa Joana

  • qualificação da Escola e Jardim de Infância do Solposto, incluindo o Polidesportivo.
  • criação de um Espaço Desportivo polarizador de atividades.
  • qualificação do edifício da USF/Unidade de Saúde Familiar.
  • implementação da 1ª fase do Cemitério.

São Bernardo

  • criação de um Parque de Lazer na Quinta do Peixinho.
  • qualificação urbana da entrada sul, utilizando o “Bico da Gândara”.
  • qualificação urbana do centro (estrada, passeios, árvores).
  • qualificação do Pavilhão Desportivo e da Aldeia Desportiva com construção de pista pedonal e Parque Geriátrico.

São Jacinto

  • programa de incentivo à fixação e captação de residentes.
  • criação de um Parque Geriátrico e de um novo Parque Infantil.
  • qualificação do Complexo Desportivo e dinamização em ligação ao CAR Surf.
  • pressionar o IP a executar obras da sua competência para aumentar a segurança da EN 327.
  • qualificação e valorização paisagística da “Praia do Necas”, e sua promoção em articulação com a Reserva das Dunas de São Jacinto.

Aliança com Aveiro

Determinação, Coração, Ação

This site is protected with Urban Giraffe's plugin 'HTML Purified' and Edward Z. Yang's Powered by HTML Purifier. 2000 items have been purified.